Veja Aqui Os Melhores Vídeos

Loading...

Tradução

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cursos 24 Horas

Rápido e Prático. Fazer Cursos Online é uma forma rápida e prática de aprender. É possível iniciar um curso em qualquer dia, não é necessário apresentar documentos ou participar de processos burocráticos para iniciar as aulas. http://www.cursos24horas.com.br/parceiro.asp?cod=promocao16205&id=16515.asp Cursos Online com Certificado
Cursos 24 Horas - Cursos Online a partir de R$ 20 ">

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Me converti. E agora?


Parte 1

VIVA UMA NOVA VIDA LIVRE DO PECADO

Uma pergunta comum que muitos cristãos fazem é: “O que acontece quando eu peco e faço coisas que desagradam a Deus?” Em outras palavras “A minha comunhão é quebrada?”, “Jesus sai da minha vida”. Para tratar do assunto acima, leia o trecho abaixo e explique ao novo convertido a diferença entre RELACIONAMENTO e COMUNHÃO.

RELACIONAMENTO:
Podemos ilustrar a diferença entre o nosso relacionamento e a nossa comunhão com Deus, usando a relação que existe entre pai e filho numa família. Quando um menino nasce em uma família, ele é filho de seu pai (tem a vida de seu pai nele, o DNA, usa o sobrenome do pai, etc.). Vamos supor que o filho decida deixar a sua casa e viver uma vida em desacordo com a vontade do pai (fazer muitas coisas que envergonham e entristecem o seu pai). Ele ainda é filho de seu pai? O relacionamento de pai e filho é permanente e ele existe a independente do comportamento do filho.

COMUNHÃO:
No entanto, o que aconteceria com a comunhão entre eles? (Resposta: Por causa da atitude do filho a comunhão entre eles seria quebrada).
O que o filho precisaria fazer para restaurar a comunhão? (Resposta: O filho precisaria ir ao seu pai, admitir que estava errado e pedir perdão.) Vamos ligar essa ilustração ao nosso relacionamento com Deus.

Nosso RELACIONAMENTO com Deus - nosso pai é permanente. Somos seus filhos e nosso RELACIONAMENTO com ele nunca muda. Mas, quando pecamos e fazemos coisas que desagradam a Deus nossa COMUNHÃO é interrompida. Então, para que nossa COMUNHÃO seja restaurada, precisamos admitir diante dEle que erramos e aceitar seu perdão. O novo convertido precisa entender que quando ele peca, ele assume novamente o controle de sua vida e sua comunhão com Deus é quebrada. Para restaurar sua comunhão com Deus, ele precisa confessar seu pecado.

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os ossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (I João 1.9) Instrua o novo convertido a viver uma vida de comunhão com Deus, livre do pecado.

Como lidar com o PECADO?
Romanos 6.6,11-13
“Considerem-se mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus.”
“Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais.”
“Não ofereçam os membros do corpo de vocês ao pecado, como instrumentos de injustiça; antes ofereçam-se a Deus como quem voltou da morte para a vida; e ofereçam os membros do corpo de vocês a ele, como instrumentos de justiça.”

1. Reconheça o pecado em sua vida. Concorde com Deus que aquilo que Ele nos revelou como pecado é pecado;
2. Arrependa-se. O pecado é grave e causa separação entre Deus e o homem/morte espiritual). Arrependimento que é uma mudança de pensamento/atitude que resultará numa mudança de ação;
3. Confesse seus pecados. Tanto a Deus (para ser perdoado), quanto ao próximo (para ser curado);
4. Abandone o pecado de uma maneira definitiva. O pecado não deve ser pratica em nossas vidas e sim um acidente. Quando é cometido, imediatamente reconhecemos, arrependemos, confessamos e abandonamos.

Como lidar com a TENTAÇÃO?
“Digo porem: andai no Espírito e jamais satisfareis a vontade da carne” (Gálatas 5.16)
“Porque se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas se pelo Espírito mortificardes os feitos do corpo, vivereis” (Romanos 8.13).
O pecado começa com uma tentação e a melhor hora de lidar com a tentação é no momento que ela aparece. Quanto mais demora a agir, mais difícil de resistir.
A Bíblia nos ensina a melhor maneira de lidar com a tentação: FUJA!
- Não devemos dar lugar ao Diabo (Efésios 4.27) Devemos evitar ambientes atraentes ao pecado.
Quando não evitamos o “ambiente” estamos dando lugar ao Diabo e assim caímos em tentação com mais facilidade.
- Sempre existe um escape para a tentação (I Coríntios 10.13).

Fonte: Estudos extraídos da série de consolidação da Igreja Batista Central de Belo Horizonte
Site: www.davidquinlan.com.br