Veja Aqui Os Melhores Vídeos

Loading...

Tradução

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cursos 24 Horas

Rápido e Prático. Fazer Cursos Online é uma forma rápida e prática de aprender. É possível iniciar um curso em qualquer dia, não é necessário apresentar documentos ou participar de processos burocráticos para iniciar as aulas. http://www.cursos24horas.com.br/parceiro.asp?cod=promocao16205&id=16515.asp Cursos Online com Certificado
Cursos 24 Horas - Cursos Online a partir de R$ 20 ">

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Jardim de vida.


Muitas coisas deveriam ser ditas sempre que tivéssemos vontade. Estamos vivendo rodeados de críticas e palavras ofensivas. E o elogio, cada vez mais, tem desaparecido. Houve um tempo em que a falta de bons modos era um ultraje a quaisquer valores e hoje estes valores tem desaparecido como fumaça. As pessoas se cruzam pelas ruas, transitam por suas casas e muitas vezes se esquecem até mesmo das pessoas que vivem em sua volta. O individualismo tem crescido como uma erva venenosa. E o egoísmo tem atingido níveis jamais estimados. Mas, ainda está em tempo de reverter tal situação.

Comece a dizer coisas que façam a diferença, diga-as de uma maneira simples e sincera, esta é sempre a melhor forma. Fazendo isto, certamente alguém fará com que você se sinta muito melhor. Pois toda palavra doce, tem por costume voltar em maior proporção. Liberte-se das correntes invisíveis da falta de atenção. E veja que as pessoas são como flores, que habitam no jardim secreto de nossas almas. Deixe-as que cada uma, mostre suas cores e seus perfumes. E além de tudo permita que se transformem em sementes e as espalhe por todo caminho, até que ele floresça em todas as estações, isto não será impossível, pois existem flores de inverno também. E mesmo depois desta pequena passagem por este mundo, certamente você deixará como herança um precioso e mágico jardim. E todos chamarão este jardim de vida! E você jamais será esquecido.

Marcos Balfovo