Veja Aqui Os Melhores Vídeos

Loading...

Tradução

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cursos 24 Horas

Rápido e Prático. Fazer Cursos Online é uma forma rápida e prática de aprender. É possível iniciar um curso em qualquer dia, não é necessário apresentar documentos ou participar de processos burocráticos para iniciar as aulas. http://www.cursos24horas.com.br/parceiro.asp?cod=promocao16205&id=16515.asp Cursos Online com Certificado
Cursos 24 Horas - Cursos Online a partir de R$ 20 ">

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Por que doar Sangue.


Muitas pessoas não sabem que doar sangue é simples, rápido e não dói. Desconhecem que todo ser humano em boas condições de saúde pode doar sangue sem qualquer risco ou prejuízo a sua saúde.

Doação de sangue é vida gerando vida

Todos os dias, infelizmente, acontecem acidentes. Pessoas sofrem cirurgias de urgência. Elas aguardam que pessoas façam um gesto de solidariedade e doem sangue para reabilitar a vida.

Não só os acidentados precisam de transfusões. Quem sofre queimaduras e os hemofílicos, por exemplo, também necessitam delas.

Se cada cidadão saudável doasse sangue pelo menos duas vezes por ano não seriam necessárias campanhas emergenciais para coletas de reposição de estoques. O sangue não tem substituto e por isso a doação voluntária é fundamental. Uma simples doação pode salvar muitas vidas. Inclusive a sua.

Doação de sangue.

Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para um uso subsequente em uma transfusão de sangue. Trata-se de um processo de fundamental importância para o funcionamento de um hospital ou centro de saúde.

Por que doar sangue.

Todos os procedimentos médicos que demandam transfusão de sangue precisam dispor de um fornecimento regular e seguro deste elemento. Daí a importância de se manter sempre abastecidos os bancos de sangue por meio das doações, que não engrossam nem afinam o sangue do doador. É fácil e seguro, e não se pode mentir nem omitir informações, pois quem recebe o sangue pode ser contaminado.

Doar sangue é um procedimento simples, rápido, sigiloso e seguro. Para o doador em geral não há riscos, porém algumas complicações podem eventualmente aparecer:

• Queda de pressão e tontura
• Hematoma no local da picada
• Náusea e vômito
• Dor local e dificuldade para movimentação do braço
• Desmaios

Requisitos para a doação:

Quem pode doar

No Brasil, qualquer pessoa poderá doar sangue, desde que sejam observadas algumas condições, a fim de garantir a segurança e a qualidade do procedimento:

• Ter entre 16 anos e 68 anos (doadores entre 16 e 17 anos com consentimento formal do responsável legal)
• Ter peso acima de 50 kg
• Se homem, não pode ter doado há menos de 60(90) dias.
• Se mulher, não pode ter doado há menos de 90(120) dias.
• Ter passado pelo menos três meses de parto ou aborto
• Não estar grávida
• Não estar amamentando
• Estar alimentado e com intervalo mínimo de duas horas do almoço • Ter dormido pelo menos seis horas das 24h que antecedem a doação
• Não ter feito tatuagem, piercing ou acupuntura há menos de um ano.
• Não ter recebido transfusão de sangue ou hemoderivados a menos de um ano
• Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 24 horas que antecedem a doação
• Não ser usuário de drogas
• Não ser portador de doenças infectocontagiosas como sífilis, doença de chagas e HIV (I ou II)

Quem não deve doar:

Não devem doar sangue as pessoas que se enquadrarem em uma das condições abaixo:

Por segurança se:

• Alguma vez utilizou drogas por via endovenosa;
• Sendo homem ou mulher, teve contatos sexuais com múltiplos(as) parceiros(as) ocasionais ou eventuais sem uso de preservativo. Se o seu parceiro sexual:
• É soropositivo, ou seja, se é portador do Vírus de Imunodeficiência Humana – VIH (HIV);
• Ou portador crônico do Vírus da Hepatite B e Hepatite C – VHB, VHC.

Ou ainda se:

• Fez endoscopia nos últimos 6 meses;
• Fez tatuagem ou piercing nos últimos 6 meses;
• Fez transfusão;
• Fez transplante de córnea ou dura-máter;
• Fez tratamento com hormona de crescimento, pituitária ou gonadotrofina de origem humana;
• Foi operado nos últimos 6 meses;
• Teve câncer (inclusive leucemia). Antecedentes de carcinoma in situ da cérvix uterina e de carcinoma basocelular de pele não impedem a doação de sangue. • Tem Epilepsia, Diabetes insulino-dependente ou Hipertensão grave;
• Tem história familiar de Doença de Creutzfeldt-Jakob e variante – DCJ, vDCJ;
• Teve Paludismo/Malária nos últimos 3 anos;
• Teve parto nos últimos 6 meses;
• Teve um (a) novo (a) parceiro (a) sexual nos últimos 6 meses.

Procedimentos:

A coleta de sangue para doação consiste na retirada de cerca de 450 ml de sangue, através do uso de material descartável, de uso único e estéril. O tempo de permanência do doador no Banco de Sangue, incluindo coleta e triagem, é de aproximadamente 12 minutos.

No Brasil, o Ministério da Saúde exige a realização de alguns procedimentos específicos antes e depois da doação, a fim de prevenir complicações para o doador e contaminação para o receptor durante o período de janela imunológica de doenças.
Antes da doação, o candidato irá passar por uma entrevista de triagem clínica, na qual podem ser detectadas algumas condições adicionais que possam impedir a doação.

Após cada doação serão realizados os seguintes exames no sangue coletado:

• Tipagem sanguínea ABO e Rh
• Pesquisa de anticorpos eritrocitários irregulares (PAI)
• Teste de Coombs Indireto
• Fenotipagem do Sistema Rh Hr (D,C,E.c,e), Fenotipagem de outros sistemas
• Testes sorológicos para: Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, HIV (AIDS), HTLV I/II

Esse procedimento se repetirá após cada doação e os resultados serão comunicados ao doador.

Cuidados após a doação de sangue.

• Permaneça pelo menos 15 minutos após a doação em nossos serviços para que
possamos observá-lo;
• Não fume na 1ª hora após a doação;
• Tome bastante líquidos (ex.: água, suco, chá);
• Evite atividades físicas vigorosas ou que coloquem em risco a sua segurança e a de outros nas próximas 12 horas;
• Evite utilizar intensamente o braço onde foi realizada a punção;
• Comunique o Serviço de Hemoterapia caso você queira informar algo que omitiu na entrevista ou achar que seu sangue pode ser prejudicial a outra pessoa;
• Entre imediatamente em contato conosco caso apresente, no dia da doação ou nos dias seguintes a ela qualquer sinal de doença ex.: febre, diarreia, vômito, mal estar, etc.. Isto é muito importante;
• Procure nosso serviço caso apresente qualquer problema que você ache que possa estar relacionado com a doação;
• Utilize o nosso telefone: 08009796049 para falar conosco e/ou esclarecer qualquer dúvida;
• Respeite o intervalo mínimo entre as doações, 2 meses para o homem e 3 meses para a mulher;
• E, volte sempre!

DOAR SANGUE É COLABORAR NA PRESERVAÇÃO DA VIDA!

Fonte:
Wikipédia;
http://www.hemocentro.rs.gov.br/hmc3.php?id=porquedoar