Veja Aqui Os Melhores Vídeos

Loading...

Tradução

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

Cursos 24 Horas

Rápido e Prático. Fazer Cursos Online é uma forma rápida e prática de aprender. É possível iniciar um curso em qualquer dia, não é necessário apresentar documentos ou participar de processos burocráticos para iniciar as aulas. http://www.cursos24horas.com.br/parceiro.asp?cod=promocao16205&id=16515.asp Cursos Online com Certificado
Cursos 24 Horas - Cursos Online a partir de R$ 20 ">

segunda-feira, 14 de março de 2011

O AMOR


Existem muitas histórias que falam sobre o amor. Algumas trazem o amor em forma de palavras, outras em gestos e por fim, retratam-se ao amor como uma chama que nunca se extingue. Acredito na maioria delas. E na decorrência dos fatos apego-me a uma certeza: o amor, não espera retribuições nem tão pouco age com malícia, seus intentos vão além da razão e sua força não pode ser contida.

Desde que nascemos ouvimos histórias sobre o amor e devido a este costume passamos rapidamente a acreditar em sua existência. E entre todas essas histórias, uma sobrevive alimentada pela verdade tão arraigada em nossos corações. Foi em uma manjedoura que o amor se materializou em forma de carne.

Muitos tratavam este acontecimento como mero fanatismo alegado pelos profetas e outros acreditavam com todas as forças que o amor viria a este mundo para ensinar o que desde então não podia ser ensinado. Ele nasceu simples: porque o amor é simples em sua essência e nasceu pequenino, porque é assim que o amor desponta. Mas aquele pequeno bebê, trazia consigo uma responsabilidade gigantesca: o amor traz muitas responsabilidades.

Mas Ele foi até o fim e usou de todas as possibilidades para provar que amar nos aproxima da imortalidade. Pois o amor nada mais é que o fogo que não se apaga, ele também é como a água que purifica. Entre estas e muitas outras histórias, a mensagem é sempre a mesma AMAR é melhor que ser amado. Pois quando amamos não queremos nada em troca e quando somos amados usamos artifícios para que nos amem ainda mais. Mas quem ama nada espera a não ser, contemplar ou ouvir simplesmente a voz de quem se ama. Isto nos mostra que, quem ama, prova o doce mel da alma. Mas quem deseja ser apenas amado bebe o vinho finito da vaidade.

Portanto, ame suavemente, como os ventos que refrescam o ardor do sol. Ame como a chuva que se desprende das nuvens para banhar a terra e por fim, ame para que teus dias sejam doces a vida inteira.

Autor:

Marcos Balfovo